CAMARA MUNICIPAL DE TAPEROÁ

Camara Municipal de Juazeirinho


Presidente da Câmara fala sobre a seca em entrevista para alunos


12 de Qui de 2013

A vereadora e presidente da Câmara, Margarete Carvalho de Araújo, concedeu uma entrevista, na tarde desta quinta feira (12/09) para um grupo de alunos do terceiro ano da Escola Estadual Melquíades Vilar, com o intuito de compreender quais as medidas tomadas pela Casa para tentar minimizar a problemática da seca que preocupa todos os taperoaenses.

O objetivo da entrevista acontece como complementação de um projeto escolar que o grupo de estudantes está fazendo para a matéria de Sociologia, com o professor Rildo, debatendo a seca que assola nosso município.

A parlamentar recordou da sessão especial realizada no mês de abril, na Casa Legislativa, trazendo representantes de vários órgãos do município e do Estado, o gerente regional da CAGEPA e o presidente da AESA estavam presentes e debateram a problemática da seca na região, onde foram feitos vários pronunciamentos no intuito de resolver o problema. O gerente regional da CAGEPA apresentou para os presentes durante aquela sessão, dentre algumas soluções, a ligação da adutora da água de Mucutu até a cidade de Taperoá. Logo após, foi formado um Comitê Gestor com representantes de todos os órgãos do município para que possam em caso de emergência procurar soluções junto ao município e governo para resolver o problema.

Após a mobilização, o Prefeito da cidade foi até a cidade de João Pessoa e em conversa com o governador, buscou soluções para os problemas e conseguiu a ligação da água do Mucutu até Taperoá. Então, o governador assinou a licitação e na próxima segunda feira, segundo a assessoria do prefeito, as empresas que farão os serviços da obra, estarão em Taperoá para assim marcarem a data do início das obras para que assim que concluir seja feita essa ligação.

Ainda durante a entrevista, a presidente falou sobre o racionamento de água em Taperoá que é um fato que teria que acontecer devido ao açude Manoel Marcionilo está com a quantidade mínima de água para nosso abastecimento. Então, se não houvesse o racionamento de água, nossa cidade já estaria sem água totalmente.

Por fim, Margarete ainda destacou o papel da população diante da escassez de água, “A população também tem que ter uma conscientização de que a água é muito importante para todos nós e com a questão do racionamento que já está havendo no município, também as pessoas possam economizar água. Algumas dicas que sempre ouvimos nos meios de comunicação, por exemplo: quando for tomar banho não ficar com chuveiro ligado, desperdiçando a água, quando for escovar os dentes também não deixar a torneira da pia ligada enquanto escova os dentes possam servir para que se tenham uma economia mais de água. Se cada pessoa se conscientizar e fizer sua parte, economizando água, não teremos sérios problemas futuramente no nosso município”, conclui a parlamentar.