CAMARA MUNICIPAL DE TAPEROÁ

Camara Municipal de Juazeirinho


TAPEROÁ DE MUITAS HISTÓRIAS!!!!!!!!!


06 de Dom de 2013

Conhecida antigamente por Batalhão por causa dos combates entre forças governistas e rebeldes da Confederação do Equador, sua trajetória começou com algumas fazendas de gado e pouco a pouco foi crescendo tornando um povoado com as primeiras casas habitadas por famílias que hoje são lembradas com mérito. Sua emancipação política ocorreu em 06 de outubro de 1886, daí então, surge TAPEROÁ, uma cidade nascida, como diz seu hino: “com muita bravura e perseverança, da gente forte do meu Cariri”.

 

O seu reconhecimento não demorou a chegar. Rica em cultura,dança e turismo, dentre vários outros atributos, Taperoá cresceu vivendo principalmente do comércio. O Município se situa na micro-região do Cariri ocidental e fica a 216 km da capital João Pessoa, tendo uma população de aproximadamente 15 mil habitantes.

 

Sua população é reduzida, mas é composta por gente simples e acolhedora, como também por habitantes que se tornaram “filhos ilustres” e reconhecidos: Ariano Suassuna (nascido em João Pessoa, mas Taperoaense por opção) é um dos mais importantes dramaturgos brasileiros, autor dos famosos: Auto da Compadecida e Pedra do Reino, como também defensor da cultura nordestina. Dorgival Terceiro Neto, político, advogado e escritor brasileiro, reconhecido principalmente por sua carreira política na Paraíba. Silvio Meira, pesquisador da área de Engenharia de Software brasileiro, em sua trajetória profissional, foi pesquisador do CNPq por mais de 15 anos e já foi considerado, pela revista Info Exame, uma das cem pessoas mais importantes das tecnologias da informação no Brasil. Vital Farias, cantor e compositor brasileiro, ao deixar o serviço militar, consagrou-se na música.

 

Taperoá se tornou famosa nacionalmente por causa da peça O Auto da Compadecida, como também dos bons momentos vividos com as gravações da microssérie A Pedra do Reino.Na época foi montada toda uma estrutura para as suas gravações, contando com a participação de atores locais e também da Rede Globo de Televisão. Durante esse período a cidade foi muito visitada principalmente pela imprensa.

 

Famosas também são as festas, durante todo o ano. O Carnaval é um dos melhores das redondezas, com várias atrações bem tradicionais, concursos das virgens, de papagúns, banho na praça, zé pereira, mela-mela e arrastões de blocos carnavalescos. Outra assim é o São João, bem tradicional, tem muito forró pé-de-serra, comidas típicas, quadrilhas, danças e bastante arrastapé, sem deixar de lado a cultura, a tradição, a raíz.. Se tratando de cultura, é preciso enfatizar os belos grupos de dança folclórica existente na cidade e conhecidos mundialmente, como o grupo “Os Cariris”, famosos pela excepcional arte de dançar vários ritmos característicos principalmente do Nordeste com passos treinados e agradáveis de se ver. 

 

Uma das maiores festas da cidade é a religiosa, o dia da padroeira, pois reúne todo ano milhares de pessoas em procissão, não só da cidade, mas de várias outras localidades para homenagear, suplicar e agradecer à Nossa Senhora da Conceição no seu dia, 08 de dezembro.

 

“Meu Taperoá, a tua gente acredita em Deus, são muitas as tuas bênçãos, a riqueza entre todas nos concedeu”, essa estrofe do seu hino revela a forte crença religiosa dos taperoaenses exercida até os dias de hoje.

 

O município dispõe de um patrimônio histórico belíssimo, como a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, onde em 1930 foi celebrada a primeira missa em razão das comemorações da festa da padroeira, ela se destaca como sendo uma das mais belas do Cariri paraibano, a ponte velha, a rua chã da bala, dentre outros. Não podemos esquecer de retratar as belezas naturais existentes no lugar, como a Pedra do Pico, Pedra Furada, um paraíso encravado nos Cariris Velhos, recanto preservado da caatinga e que atrai a atenção dos amantes da natureza. A ação do vento e da chuva escavou na pedra os contornos de uma figura que lembra um gorila. Mas acima, uma trilha de bromélias desperta a atenção dos visitantes. O município que começa a despertar para o Turismo ecológico conta também com a Serra do Pico, Serra das Almas, Pedra do Sino, Furna da Gruta e Serra do Jatobá.

 

Por fim, Taperoá nunca deixará de ser uma cidade harmoniosa e maravilhosa de se morar ou visitar, pois quem é filho da cidade e vai morar em outra localidade, não se esquece da sua pequena notável. Sempre sobra saudades e lembranças de uma infância e/ou juventude que passou, de familiares que ainda residem por lá e que não deixarão de visitar.

 

PARABÉNS TAPEROÁ PELOS SEUS 127 ANOS!